Projeto Memória Adonhiramita

De iniciativa do Am.'. Ir.'. Féres Jáber, Obreiro da A.'.R.'.L.'.S.'. Luz do Oriente nº 2.905, com o apoio de outros IIr.'. da Loja, o Projeto Memória Adonhiramita tem por objetivo resguardar a história do Rito, buscando resgatar fatos históricos a partir de sua base, as Lojas que o praticam. O primeiro vídeo da série é a entrevista com o Amado Irmão Ivan Lima Verde, precursor do Rito Adonhiramita no Distrito Federal e um dos responsáveis pela fundação de várias Lojas do Rito na nossa capital.

Ir.'. Lima Verde, contando um pouco da história do Rito no DF

 

 

Com a certeza de que o “Projeto da Memória Adonhiramita” não é uma obra acabada, e em sendo o primeiro do gênero no âmbito do Grande Oriente do Distrito Federal, aceitei o convite para redigir o texto de abertura do site, relatando a vinda do Rito Adonhiramita para o Distrito Federal, que me leva a décadas passadas, para a absorção sentimental e até emocional dos fatos principais em que se assenta a História do Rito Adonhiramita no Planalto Central.

Se é verdade que todo conhecimento se espelha nos registros e nas ocorrências, é inegável que o assunto Rito Adonhiramita é mais enfático ao se fazer essa confirmação.

Tínhamos chegado da cidade do Rio de Janeiro, trazendo em nossa bagagem os paramentos e joias de um Mestre Maçom do Rito Adonhiramita.

A história registra e os fatos comprovam que havia na Maçonaria do Distrito Federal uma cisão comprometedora de nossas tradições e com a qual não compactuávamos. Com o auxilio de valorosos Irmãos, fundamos a Loja Cavaleiros da Fraternidade em 11 de abril 1973 (aniversário de meu filho Eduardo) no Rito Adonhiramita e que, por proposta do Irmão Valdete da Cruz Santos com o beneplácito do Irmão Francisco Pinheiro Brandes Grão – Mestre Adjunto, a Loja mudou de rito para que segundo aquela autoridade,- estava causando constrangimento para a formação de uma potência livre e justa. Em outras palavras não aceitavam o Rito Adonhiramita, só o REAA. Exigência das GGLL para a fusão de um só Grande Oriente.

Na cisão, em 1973, existiam dezesseis Lojas Maçônicas no Distrito Federal e das 16 apenas duas permaneceram federadas ao Grande Oriente do Brasil, a Estrela de Brasília e a Abrigo da Virtude. Na época, as Lojas existentes, não praticavam o Rito Adonhiramita.

Fiel ao Grande Oriente do Brasil fui bater as portas da Estrela de Brasília, sendo recebido pelos irmãos e pelo Venerável José David de Lima. Permanecemos na Loja Estrela de Brasília até outubro de 1976 quando fundamos com o auxilio de amados irmãos, a nossa Loja Hipólito da Costa nº 1960 e aqui destaco, para representa-los, na minha homenagem sentida e grata Geraldo Rodrigues dos Santos, (Jean Jacques Rousseau nome símbolo) patrimônio moral e cívico dos edificadores da maçonaria do planalto central. Era o Delegado do GOB (fui seu secretário) construiu os primeiros barracos da W5 Sul, que abrigaram por anos a nossa Instituição brasiliense.

As dificuldades iniciais não esmoreceram meu ânimo de brindar os maçons de Brasília com uma Loja do Rito Adonhiramita que viria somar com as demais existentes no ideal de defesa da interiorização da Capital por maçons como Hipólito da Costa e outros.

A Loja Hipólito da Costa teria o efeito salutar de congregar e estimular a vida das lojas jurisdicionadas ao GODF. Plantamos a semente que faria germinar as coirmãs que por dever de justiça devo enumera-las: Fraternidade Universal VI, Geraldo Rodrigues dos Santos, Thomas Kemphis, Luz do Oriente e Lago Oeste que formam a Família Adonhiramita do Distrito Federal.

Encerro o repositório de minhas narrativas históricas rogando ao Grande Arquiteto do Universo um clima de paz e prosperidade para a família Adonhiramita em sua trajetória evolutiva dentro dos princípios e ideais de pensamento, igualdade de direitos e fraternidade universal.

Sincera e Fraternalmente,

Ivan Lima Verde – MI (Kemphis)
CIM 080663
Maçom Fundador e Pioneiro pelo GODF
2014-11-13 às 19h28, hora de Brasília




Sobre a Loja Luz do Oriente


Federada ao Grande Oriente do Distrito Federal e ao Grande Oriente do Brasil, a Aug:. e Resp:. Loj:. Simb:. Loja Luz do Oriente, nº 2.905, foi fundada em 23 de novembro de 1995, durante encontro denominado "Encontro Adonhiramita do Planalto Central", realizado por IIr:. Adonhiramitas do Distrito Federal e Goiás.

Durante o evento, no dia do encerramento (23/11/1995), o Ir:. Marcos José da Silva, naquela oportunidade funcionando como Mestre de Cerimônias, discorrendo sobre os acontecimentos, sua qualidade, a participação maciça e efetiva dos IIr:., a presença de IIr:. do Alto Corpo Adonhiramita, capitaneados pelo Ir:. José Gonçalves, Patriarca Regente, que presidiu o encontro, anunciou que naquela data estava sendo fundada mais uma Loja Maçônica que adotou o rito Adonhiramita para desenvolver os seus trabalhos, totalizando em cinco o número de Lojas desse rito no Distrito Federal. Esta Loja recebeu o título distintivo de Augusta e Respeitável Loja Simbólica Luz do Oriente.

Assinaram o livro como Fundadores os seguintes IIr:. : Cláudio Iporan Ramidoff (Oriente Eterno), Dorival Lourenço da Cunha, Edison Sauguellis, Eduardo Gomes de Faria, Eurípedes Victório Affonso, Francisco Nery Barbosa (Oriente Eterno), Francisco Plácido Rodrigues Bezerra, Geraldo Bernardes Sales, Hideki Ito, Izaías da Silva, Jair Félix da Silva, Jandir de Morais Feitosa, João Bueno Ayres Trindade, José Antão Alves, José Daniel da Silva, José Martins Gomes, Marcino Martins de Paula (Oriente Eterno), Marcos José da Silva, Nivaldo Lourenço da Cunha, Nivaldo Valim Ribeiro e Walderico de Fontes Leal.

A primeira diretoria da Loja, que funcionou de 1995 a 1997, foi composta pelos IIr:. Francisco Nery Barbosa (Venerável), Nivaldo Lourenço da Cunha (1º Vigilante), João Bueno Ayres Trindade (2º Vigilante), Dorival Lourenço da Cunha (Orador), Eduardo Gomes de Faria (Secretário), Eurípedes Victório Afonso (Tesoureiro) e Jair Félix da Silva (Chanceler).

A seguir, você poderá acessar os vídeo-depoimentos dos Fundadores, Ex-Veneráveis e Obreiros desta Loja, que nos brindaram com um pouco de sua história na Ordem e na Loja Luz do Oriente. Para acessar qualquer uma das listas de entrevistas, será preciso informar a palavra do Grau 1 (com K e N, colocando a palavra em minúsculo) no Rito Adonhiramita. E então, o que deseja ver?